⦿ Saúde

Alimentação, câncer e saúde: precisamos falar sobre isso

Qual a relação entre alimentação e saúde?

Na semana passada, li uma matéria da Veja Rio que revelou os resultados de uma pesquisa da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e essa leitura mexeu muito comigo. O estudo, realizado com aproximadamente 1.900 alunos de onze escolas públicas do Rio, mostra que metade das crianças e adolescentes cariocas entre 10 e 15 anos está acima do peso e muitos apresentam quadro de hipertensão. De acordo com a pesquisa, o índice de sobrepeso e obesidade nessa faixa etária saltou de 31,9% para 45,2% em trinta anos, enquanto que a obesidade grave saltou de 6,7%, em 1987, para 17%, atualmente.

A questão dos hábitos alimentares e sua correlação com a obesidade infantil vem sendo discutida no mundo inteiro há algum tempo. Nos últimos anos, a grande movimentação em torno dos alimentos orgânicos e da busca por uma vida mais saudável contribuiu para a criação de um novo olhar quando o assunto é alimentação. No entanto, mesmo com toda essa cultura sendo cada vez mais disseminada, pouco se fala sobre a relação da alimentação com o câncer.

“A manutenção de um peso saudável ao longo da vida é uma das formas de se proteger contra o câncer.”

Por ter sido sedentária durante as primeiras décadas da minha vida, senti na pele como uma mudança de hábitos alimentares aliada a uma rotina regular de atividades físicas possui efeito transformador para a nossa saúde. Assim, o assunto por si só já me interessa bastante, mas, como gestora das áreas de comunicação e marketing de um hospital oncológico, preciso estar sempre atualizada sobre como os hábitos alimentares podem contribuir para a saúde e bem-estar de pacientes com câncer.

nutricionista explica a relação da alimentação com desenvolvimento do câncer

Em junho, participei de uma palestra realizada pela nutricionista Beatriz Silva em que um dos temas abordados foi justamente a prevenção do câncer por meio da alimentação. Com especialização em nutrição funcional e oncologia, Beatriz conversou com um grupo de pacientes e mostrou como o acompanhamento nutricional pode fazer toda a diferença no resultado do tratamento de um câncer, além de pontuar também que a adoção de hábitos alimentares saudáveis desde a infância são extremamente importantes para uma vida adulta com menores chances de desenvolvimento de um câncer, assim como a manutenção de um peso saudável.

De acordo com a nutricionista, uma nova avaliação realizada pela Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (Iarc), da Organização Mundial da Saúde (OMS), concluiu que o peso corporal adequado contribui para redução do risco de desenvolver 13 tipos de câncer.

Sabendo de tudo isso e convivendo diariamente com as inúmeras questões que envolvem o tratamento do câncer, ao terminar de ler a matéria sobre o estudo da Uerj, não pude deixar de refletir sobre como a comunicação possui papel fundamental na disseminação dessas informações. Precisamos cada vez mais abrir espaço para discussões mais aprofundadas sobre como estamos educando nossas crianças em relação a alimentação.

E você, o que tem a dizer sobre os seus hábitos alimentares? Sua rotina alimentar de hoje reflete uma cultura trazida da infância? Gostaria muito de conhecer a sua opinião.

 

Leia também: O laço que nos une é a vida e a resposta para o câncer é a educação

Escrito por lu. marinho

Em 16/07/2018

mais

categorias

0 comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. Empresas não estão preparadas para lidar com o câncer. E você? - lu. - […] Leia também: Alimentação, câncer e saúde – precisamos falar sobre isso […]
  2. Diga não ao câncer - Saiba como bons hábitos te ajudam na prevenção! - […] Leia também:Alimentação, câncer e saúde – precisamos falar sobre isso […]

Enviar um comentário

Faça log in para comentar:



O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *